Texto-Análise: Doutor Estranho

0 comentários
Resultado de imagem para doutor estranho
Doutor Estranho (em inglês, Doctor Strange) é um filme de super-herói americano, baseado no personagem de mesmo nome da Marvel Comics, produzido pela Marvel Studios e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Pictures. Sendo o décimo quarto filme do Universo Cinematográfico Marvel (UCM). O filme é dirigido por Scott Derrickson que escreveu o roteiro com C. Robert Cargill, o elenco é estrelado por Benedict Cumberbatch, Chiwetel Ejiofor, Rachel McAdams, Benedict Wong, Michael Stuhlbarg, Benjamin Bratt, Scott Adkins, Mads Mikkelsen e Tilda Swinton.

Stephen Strange (Benedict Cumberbatch) leva uma vida bem sucedida como neurocirurgião. Sua vida muda completamente quando sofre um acidente de carro e fica com as mãos debilitadas. Devido a falhas da medicina tradicional, ele parte para um lugar inesperado em busca de cura e esperança, um misterioso enclave chamado Kamar-Taj, localizado em Katmandu. Lá descobre que o local não é apenas um centro medicinal, mas também a linha de frente contra forças malignas místicas que desejam destruir nossa realidade.

Extremamente recomendável assistir o filme anteriormente, de preferência em 3D.

As Portas da Percepção (no original em inglês, The Doors of Perception) é um livro de 1954, escrito por Aldous Huxley, onde o autor pormenoriza as suas experiências alucinatórias quando tomou mescalina.

O título provém de uma citação de William Blake: If the doors of perception were cleansed everything would appear to man as it is, infinite. Se as portas da percepção estivessem limpas, tudo apareceria para o homem tal como é: infinito.

Baseado nesta citação, Huxley assume que o cérebro humano filtra a realidade de modo a não permitir a passagem de todas as impressões e imagens que existem efetivamente. Se isso acontecesse, o processamento de tal quantidade de informação seria simplesmente insuportável.

De acordo com esta visão das coisas, algumas drogas poderiam reduzir esse processo de filtragem, ou "abrir as portas da percepção", como é dito metaforicamente.

Com o intuito de verificar esta teoria, Huxley começou a tomar mescalina e a descrever os seus pensamentos e sentimentos sob o efeito da droga. A sua principal impressão será a de que os objetos do nosso quotidiano perdem a sua funcionalidade, passando a existir "por si mesmos".

O espaço e as dimensões tornam-se irrelevantes, parecendo que a percepção se alarga de uma forma espantosa e mesmo humilhante já que o ser humano se apercebe da sua incapacidade para fazer face a tantas impressões.

 Além de drogas como a mescalina, o LSD, o DMT (substância), a psilocibina, etc, outras formas citadas para se abrir as portas da percepção seriam:  Períodos prolongados de silêncio e isolamento. Jejuns prolongados. Auto-flagelação... Huxley explica que uma das razões porque as portas da percepção normalmente ficam semi-cerradas seria para a própria proteção do indivíduo, que de outra forma se distrairia com a enxurrada de estímulos desnecessários para a sobrevivência.

Mas e o que isso tem a ver com o filme? Pois bem, em uma das cenas clássica onde Stan Lee aparece, ele está lendo esse livro, onde nós imaginamos que a grande parte do personagem tenha se baseado nesse livro, mas vamos falar sobre o assunto.

O filme é realmente incrível e maravilhoso, ainda mais quando assistido em 3D devido ao excesso de magia, difusão do tempo espaço e uma série de outras magias que chegam a encantar o lugar e dão mais sensação de diversão.

O filme no entanto tem muitos fatores positivos, ainda mais quando se trata do ator Benedict Cumberbatch que certamente nasceu para interpretar esse personagem, assim como Chris Evans para Capitão América, Robert Downey Jr. para o Homem de Ferro, Tom Hiddleston para o Loki e vários outros envolvidos. Benedict é britânico para aqueles que não sabem e isso deixa um ar mais simpatizante ainda quando o cenário de grande parte dos acontecimentos dele é envolvida em Londres para depois se passar em Nova York e logo mais em Kamar-Taj. Isso também vale lembrar que a Tilda Swinton interpretou a anciã de uma forma impecável como todos os personagens misticos que ela já interpretou anteriormente, ela tem um histórico de interpretação com seus personagens de uma forma admirável como o Gabriel de Constantine e a Feiticeira Branca de Nárnia.

Ambos atores fizeram um excelente trabalho no filme, mas isso não era o suficiente para melhorar ainda, o enredo da história unido da computação gráfica implantada no filme é de arrepiar e te deixar louco caso você seja um amante dessa área de coisas psíquicas, psicodélicas e mais.

E para não ficar um tema muito pesado já que a ciência filosófica e a metafisica estão presentes no filme, o diretor Scott Derrickson deixou aquele toque família no filme, com cenas engraçadas para descontrair um pouco de toda tensão do filme, o que encaixou perfeitamente no cenários, momentos e no personagem que Doutor Estranho é de fato. Um excelente filme e não existe comentários o suficiente para explicar como a Marvel acertou mais uma vez em um dos seus grandes projetos.

Para aqueles que não se recordam muito do filme lembremos que ela se passa em Catmandu, Nepal, o feiticeiro Kaecilius e seus seguidores entram no composto secreto Kamar-Taj e assassinam seu bibliotecário, guardião de textos antigos e místicos. Eles roubam o ritual de um livro proibido pela Anciã, uma feiticeira que vive vários séculos e que ensinou a todos em Kamar-Taj, incluindo Kaecilius, nos modos das artes místicas. A Anciã persegue os traidores, mas Kaecilius e alguns de seus seguidores escapam com as páginas.

Stephen Strange, um aclamado neurocirurgião, perde o uso de suas mãos em um acidente de carro, uma ótima cena com computação gráfica mostra suas mãos afundando no painel do carro mostrando os fatores futuros. Sua ex-amante e colega de trabalho Christine Palmer tenta ajudá-lo a seguir em frente, mas o arrogante Strange quer desesperadamente curar seus ferimentos através de seus conhecimentos médicos. Depois de meses tentando cirurgias experimentais em suas mãos, e usando todos os seus recursos, Strange ouve falar de Jonathan Pangborn, um paraplégico que misteriosamente foi capaz de andar novamente. Pangborn fala a Strange sobre o Kamar-Taj, no Nepal. Lá, outro feiticeiro, Karl Mordo, apresenta Strange à Anciã. A Anciã mostra à Strange o seu poder, revelando o plano astral e outras dimensões, como a Dimensão Espelhada. Strange implora para ela ensiná-lo, e ela finalmente concorda quando Mordo a lembra das forças da Dimensão Negra. Apesar da arrogância de Strange, ela finalmente aceita, o que a faz lembrar de Kaecilius.

Strange começa o seu ensinamento com a Anciã e Mordo, e aprende mais dos livros antigos na biblioteca, que agora é protegida pelo mestre Wong. Strange avança os meses estudando vários feitiços, se mostrando muito inteligente. Curioso, Stephen encontra o Olho de Agamotto e o usa para manipular o tempo numa maçã usando os feitiços descritos no livro proibido da Anciã. Mordo e Wong chegam a tempo de impedir ele de ir longe de mais com tanto poder em posse.

Strange fica confuso então Mordo e Wong explicam que a Terra é protegida de outras dimensões por um feitiço formado a partir de três blocos chamados Sanctum's, encontrados em Nova York, Londres e Hong Kong. A tarefa dos feiticeiros é proteger os Sanctum's, embora Pangborn escolheu a renunciar esta responsabilidade em favor de canalizar energia para andar de novo; Strange terá que decidir entre recuperar o uso de suas mãos ou defender o mundo.

Kaecilius e seus seguidores usam as páginas roubadas para começar a convocar o poderoso Dormammu da Dimensão Negra, onde o tempo não existe e todos podem viver para sempre. Isso destrói o Sanctum de Londres, e envia Strange de Kamar-Taj para o Sanctum de Nova York. Os seguidores de Kaecilius então atacam lá, onde Strange os mantém fora com o Místico Manto de Levitação. Strange é ferido por um dos seguidores de Kaecillius. Ele viaja para o hospital onde trabalhava a procura de Christine enquanto o Manto da levitação da cobertura com um dos seguidores. Stephen sai do seu corpo, se tornando uma forma astral e ajudando Christine a reviver o seu corpo. Strange deixa Christine ao perceber que o seguidor de Kaecillius se livrou do manto ao mudar pra sua forma astral. Uma luta no hospital no mundo astral começa e Strange vence com ajuda de Christine ao utilizar o desfibrilador.

Strange volta para o Sanctum de Nova York e encontra Mordo. Strange e Mordo tem uma pequena discussão quando Stephen revela que, segundo Kaecilius, a Anciã drena energia da Dimensão Negra para ter mais poder e longevidade. Eles confrontam Kaecilius e seus seguidores de novo pelas ruas e prédios distorcidos de Nova York, através da Dimensão Espelhada. A Anciã surge e enfrenta Kaecillius cara a cara e é ferida por ele, voltando ao mundo normal e caindo de praticamente vinte metros de altura. A Anciã é levada para o hospital e antes de morrer, no plano astral, conversa com Strange e dá um conselho que uma hora ele vai ter que quebrar certas regras como ela e então o deixa.

Stephen vai pedir a ajuda de Mordo e eles vão para o Sanctum de Hong Kong. Eles chegam lá e veem a cidade ser praticamente destruída pelo surgimento da Dimensão Negra. Strange usa o Olho de Agamotto para voltar no tempo e impedir que tudo aquilo acontecesse, salvando Wong, entretanto, Kaecillius e seus seguidores conseguem sair do feitiço temporal e, tentam impedir Strange de acabar com os seus planos. Stephen vai para a Dimensão Negra e pede uma barganha (ato de transferência mútua de coisas, geralmente de pouco valor, entre seus respectivos donos) entre ele e o senhor da Dimensão, Dormammu. Strange prende Dormammu em um loop temporal pra sempre e, Dormammu decide entrar em acordo com ele, tirando Kaecilius e seus seguidores da Terra.

Desgostoso com as decisões de Strange e da Anciã, Mordo vai embora. Stephen devolve o Olho de Agamotto ao seu lugar e Wong cita que ela é uma Joia do Infinito. Strange vai para o Sanctum de Nova York onde com permissão de Wong, residiria como Guardião.

Na primeira cena no meio dos créditos, Thor encontra-se no Sanctum de Nova York já que Strange pede para que ele impeça Loki de fazer coisas erradas, agora que ele virou um guardião da cidade. Strange chega a perguntar para Thor se encontrar Odin acabaria com as intrigas de Loki com a Terra e Thor afirma que sim, Strange então aceita ajudá-lo com a condição de que nunca mais volte á terra.

Na cena pós-créditos, Mordo, após alguns meses viajando, vai a procura de Pangborn e absorve os poderes que ele tinha para permanecer andando e deixa-o agonizando em um canto, Mordo fala que o mal do mundo é que existem feiticeiros de mais.

Doutor Estranho é um dos melhores filmes desenvolvidos pela Marvel e só tem a nos impressionar com seu espirito de comédia, computação gráfica e seu ótimo enredo para desenvolver cada personagem do filme.

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.