Sega quer ganhar a confiança dos fãs de volta, diz CEO

0 comentários

Os últimos anos não têm sido fáceis para fãs do Sonic e da Sega. Entretanto, segundo seu CEO, Hajime Satomi, ela está aprendendo muito com a Atlus, publisher japonesa adquirida pela empresa em 2013, e quer ganhar de volta a confiança dos fãs.

Falando com a revista japonesa Famitsu, Satomi começou explicando seus pensamentos sobre o mercado atual de consoles. “Pode parecer difícil se você olhar de um ponto de vista japonês, mas numa escala global, o PlayStation 4 fez história, então eu acho que tem uma boa oportunidade ali,” ele comenta.

Quem percebeu essa oportunidade foi a própria Atlus, que em dezembro do ano passado confirmou que seu próximo grande lançamento, Persona 5, também será lançado no console de nova geração da Sony. “Quanto ao mercado ocidental, aprendemos muito da Atlus. Se nós fizermos um jogo com qualidade, eu acredito que existe uma boa chance que ele se dê bem no ocidente para jogadores que gostam de jogos japoneses.”

A conversa foi parar em como a falta de qualidade nos últimos lançamentos da Sega tem afetado a relação dela com os fãs. “Eu tenho conversado com os funcionários sobre como nós devemos começar colocar, com seriedade, foco na qualidade daqui pra frente,” explicou Satomi. “Especialmente na América do Norte e Europa, onde o foco sempre foi mais em calendários, eu acredito que se não pudermos manter a qualidade, é melhor não lançar nada.”

“Nós fizemos nosso melhor para construir uma relação de confiança mútua com fãs mais velhos da Sega, mas olhando pra trás, tem alguns títulos que traíram, parcialmente, essa confiança nos últimos 10 anos,” Satomi continua. “Sega nos anos 90 era conhecida por sua ‘marca’, mas depois disso, perdemos confiança, e fomos deixados com nada além de reputação. Por essa razão, nós gostaríamos de ganhar de volta a confiança dos clientes, e se tornar uma ‘marca’ novamente.”

Quando perguntado pela Famitsu sobre o que esperar do futuro, Satomi mencionou que a empresa pode mostrar algo para consoles na Tokyo Game Show deste ano.

0 comentários: