Windows 10 está chegando: vale a pena fazer a migração?

0 comentários

Poucos produtos no mundo têm o alcance do Windows, presente em mais de 1 bilhão de computadores. Portanto, não é exagero dizer que o Windows 10 é um dos principais lançamentos do mercado de tecnologia no ano.

A seguir, vamos mostrar o que há de novo no Windows 10, mas a decisão de aproveitar essas novidades ou não fica por sua conta.

A volta do Menu Iniciar

Reprodução

Depois de ouvir muita reclamação dos usuários do Windows 8, o menu Iniciar voltou, ainda que diferente. Ele é uma mistura do tradicional, que existe no 7, com os blocos dinâmicos do 8. Ele oferece a vantagem da informação instantânea oferecida pelos blocos, mas com a simplicidade e familiaridade do menu do 7.

Cortana integrada

Isso só vai valer para os brasileiros a partir de 2016, mas o Windows 10 é profundamente integrado com a assistente pessoal Cortana, que deu as caras primeiro no Windows Phone. Ela oferece informações contextuais baseada nos dados que coleta sobre você e o que você costuma procurar na internet. Ela também se destaca por ter uma personalidade, similar ao que acontece com a Siri, no iOS, e diferente do Google Now, no Android. Ela também pode mostrar previsão do tempo, notícias de destaque, e exibir lembretes.

Microsoft Edge

O Internet Explorer morreu e deu seu lugar ao Edge, chamado antes do lançamento de Project Spartan, criado do zero para acabar com o legado negativo do seu antecessor. Todos os testes de desempenho mostram que o navegador está muito mais rápido do que o IE, chegando a superar o Chrome em algumas ocasiões. Você só poderá usá-lo no Windows 10.

Integração profunda com o Xbox

Reprodução

Se games fazem parte da sua rotina, principalmente se você tem um Xbox One. Alguns jogos permitirão que quem está no PC e quem está no console joguem multiplayer juntos. Também será possível fazer streaming dos games que estão rodando no console para o seu computador ou tablete por meio da rede local, o que deve possibilitar jogar sem ocupar a TV da sala. Também é possível aproveitar as opções da Xbox Live para games no PC e interagir com seus amigos na rede da Microsoft, gravar e publicar vídeos de jogos, entre outras coisas.

Integração com todos os smartphones

Não importa se você usa iOS, Android ou Windows Phone: o Windows 10 irá abraçar seu celular em vários aspectos, com integração do OneDrive, OneNote, Skype, Office, Outlook, etc. Até mesmo a assistente Cortana será liberada para as plataformas concorrentes.

DirectX 12

Novamente, um diferencial importante para quem costuma jogar no PC: o DirectX 12 será exclusivo do Windows 10, que deve melhorar o desempenho até 50% e otimizar o consumo de energia em relação ao DirectX 11. É obrigatório para quem quer o máximo em qualidade gráfica em jogos.

Desktops virtuais

Reprodução

Bom, nem todo mundo pode ter um setup com vários monitores, mas com o Windows 10 pelo menos você pode alternar entre vários desktops rapidamente, como se você tivesse vários monitores mostrando coisas diferentes ao mesmo tempo.

Central de notificações

Você já tem notificações no seu celular. Não seria uma boa se os apps que você tem no seu computador pudessem fazer o mesmo? Com o Windows 10 isso é possível.

Interface adaptável

Reprodução

Uma das principais reclamações do Windows 8 é que ele parecia ter sido planejado para o touchscreen, enquanto os usuários de teclado e mouse foram deixados para trás. A Microsoft resolveu a situação com o recurso Continuum. Agora o Windows 10 é diferente em tablets e laptops e destkops. E, se você tem um híbrido, a interface se alterna quando você está com o teclado acoplado ou está utilizando no modo tablet.

O fim da senha?

O Windows 10 terá suporte a autenticação por biometria, o que significa que você poderá acessar vários aplicativos usando apenas leitores de impressão digital ou leitores de retina. Em uma era em que a proteção fornecida pelas senhas comuns é questionável, a mudança não poderia ser mais bem-vinda.

É grátis

Se você está rodando o Windows 7 ou 8.1 originais, você tem um ano a partir do dia 29 de julho para aproveitar a atualização grátis, ou terá que pagar por uma nova licença. Essa é uma novidade para a Microsoft.

E os riscos?

Se você aceitar a atualização no primeiro ano, você entrou na categoria do early-adopter. Infelizmente, essas são as pessoas que mais sofrem no mundo da tecnologia. Quem adere primeiro a um novo produto normalmente está exposto a um número maior de falhas de segurança, bugs incômodos, problemas de compatibilidade e tudo mais que um sistema operacional novo pode oferecer de negativo.

Claro, é possível que nada disso aconteça com você. No entanto, quanto mais tarde você migrar para o Windows 10, menor será a chance de encontrar uma falha crítica. O problema é que a oferta de upgrade grátis tem limite de tempo, então o usuário é obrigado a migrar rápido para aproveitá-la.

0 comentários: