Ex-chefe da Opera apresenta novo navegador

0 comentários

Um novo navegador está para chegar ao mercado, além do "Spartan" da Microsoft. Trata-se do Vivaldi, que está em desenvolvimento por um dos fundadores do Opera, Jon von Tetzchner.

Não é à toa que o Vivaldi se pareça tanto com uma versão antiga do Opera melhorada. Em entrevista ao The Next Web, Tatsuki, cofundador da Vivaldi, explicou que as novas versões do Opera o tornaram muito simples, então alguém precisava preencher a lacuna deixada por ele. "Sabemos que ainda há milhões de pessoas usando uma versão antiga do Opera", declarou.

Dentre as semelhanças está a tradicional visualização em "dial" que mostra as páginas favoritas quando se abre uma nova aba. Mas o Vivaldi vai além; há um esquema, por exemplo, que permite agrupar várias guias em uma única - se você estiver fazendo uma pesquisa, pode colocar todas as páginas de resultado juntas para ocupar menos espaço da tela.


Outra novidade é algo que também estará presente no Spartan da MS: ao tirar uma captura de tela, o usuário poderá fazer anotações sobre a imagem. A interface do navegador muda sutilmente para combinar com as cores do site visitado e há comandos de busca rápida - algo parecido com o Spotilight do OS X. Ou coisa interessante também é que é possível você utilizar o aumento de lente, sem puxar qualquer comando, já que ele fica disponível no lado inferior direito.

E um calculo feito pelo próprio Anderson Marlon do Onigiri Hardcore, foi possível ver que abrindo ambos navegadores na mesma página (nosso site), calculamos o quanto de RAM ambos navegadores puxam, no caso do Chrome, ele fica com 250K de RAM sendo utilizado, enquanto o Vivaldi utiliza um pouco menos que 210K de RAM.

Disponível por ora apenas em versão inicial de testes, o navegador pode ser baixado aqui para Windows, Mac e Linux.

0 comentários: