Polêmico jogo "Hatred" é banido do Steam antes do lançamento

0 comentários
Epic Games já havia retirado logo do Unreal Engine de todo material de "Hatred"

Descrito por seus produtores como "uma cruzada genocida jogável", o polêmico jogo "Hatred", do estúdio polonês Destructive Creations, não chegará ao Steam, já que a Valve barrou a inscrição do jogo no programa Steam Greenlight.

"Baseado no que vimos no Greenlight, nós não publicaríamos 'Hatred' no Steam. Sendo assim, estamos tirando ele da plataforma", disse o diretor da Valve, Doug Lombardi, em comunicado.

A esperança dos produtores era de que a comunidade de fãs do ainda não lançado jogo pudesse levar o game ao Steam, já que o programa Greenlight beneficia os projetos mais votados pela comunidade de jogadores com suas respetivas publicações no serviço de distribuição da Valve.

"Apesar de games como 'Manhunt' e 'Postal' ainda estarem disponíveis no Steam, respeitamos a decisão da Valve. Ao mesmo tempo, queremos garantir que isso não vai influenciar em nada o desenvolvimento do jogo, sua visão e sua jogabilidade. 'Hatred' continua sendo planejado para o segundo trimestre de 2015", disse um comunicado oficial da produtora Destructive Creations.

A Valve já havia removido "Paranautical Activity" do Steam nesse ano, depois que Mike Maulbeck, desenvolvedor do jogo, fez uma piada na qual ameaçava matar o fundador da Valve, Gabe Newell.

0 comentários: